quinta-feira, 14 de maio de 2015



   Revolta em relação ao bullying? Não, apenas fogo de vista. Virou moda falar nisso, publicaram-se vídeos e fotografias e soltaram-se palavras de revolta como se tudo aquilo fosse novidade. Quando a moda passar todos irão esquecer o assunto e ninguém tentará sequer descobrir qual é afinal a origem do bullying. E, muito sinceramente, penso que todos vêem o bullying como um problema dos outros, quando na verdade todos têm alguma responsabilidade naquilo que está a acontecer. É um problema que nasce na educação que damos aos nossos. Enquanto existir tanto preconceito e a violência “gratuita” (física e verbal) for considerada aceitável nada irá mudar. E não pensem que mudando isso se vai conseguir eliminar termos como “caixa-de-óculos”, “dumbo” e “baleia” do vocabulário das crianças, isso nunca irá acontecer. Elas próprias, estando na idade do pico da criatividade, irão utilizar esses termos sem que ninguém lhes precise de ensinar e ainda irão criar outros. São nomes cruéis? São. Mas a educação que damos às crianças passa também por ensina-las a defenderem-se e a relativizarem isso, porque é precisamente na infância e na adolescência que desenvolvemos as defesas necessárias para enfrentar a vida adulta. 

   Por isso, revoltem-se, tentem mudar as coisas partindo pela educação que dão às crianças que vos são próximas, mas por favor não sejam nem criem florzinhas de cheiro. 


Sem comentários: