segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016




   Se amanhã grande parte daquilo que consideras a "tua vida" se alterar, tens um plano B? Se amanhã acordares e a tua visão daquilo que te rodeia mudar e não fizer o mínimo sentido, sabes como reagir? A vida é uma caixa de surpresas, dá muitas voltas e em conjunto com a mente humana prega as mais diversas e inesperadas partidas. Do nada! Com ou sem motivo. Aquilo que em tempos vimos como o nosso passado, como "alguém que já fomos" e tivemos orgulho em não ser mais, por vezes volta e assombra o nosso presente. E quando isso acontece por mais pessoas que estejam do nosso lado, ficamos a sentir-nos sós, porque torna-se complicado aceitar ou procurar companhia quando não somos capazes de nos reconhecer a nós próprios. É um processo, uma fase em que ficamos na dúvida entre exorcizar o "eu passado" que nos possuiu ou deixa-lo retomar por ser a forma "mais fácil" de encarar a vida. Talvez seja um pouco complexo mas só o tempo nos poderá dar as respostas necessárias.


Sem comentários: